sexta-feira, 15 de Agosto de 2008

Ditados Populares - Letra Z

-Zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades.
-Zurros de burro não chegam aos céus.

Ditados Populares - Letra V

-Vão os anéis mas fiquem os dedos.
-Vaso ruim não quebra.
-Vê-se na adversidade o que é a amizade.
-Velho casado com nova, filhos até à cova.
-Velho casado com nova, ou corno ou cova.
-Velho e namorado, cedo enterrado.
-Velhos são os trapos.
-Vem a guerra, vai a guerra, fica a terra.
-Vento de Ramos, vento do ano.
-Verdura de Janeiro, não vai a palheiro.
-Vindima molhada, pipa depressa despejada.
-Vinho verde em Janeiro, é mortalha no telheiro.
-Viver não custa, o que custa é saber viver.
-Voz corrente muito mente.
-Voz do povo, voz de Deus.

Ditados Populares - Letra U

-Um burro carregado de livros é um doutor.
-Um dia, não são dias.
-Um galo não canta no ovo.
-Um homem atrapalhado, é pior do que uma mulher bêbeda.
-Um mal nunca vem só.
-Um olho no burro, outro no cigano.
-Um olho no prato, outro no gato.
-Um rico avarento, não tem amigo nem parente.
-Um sabor tem cada caça, mas o porco cento alcança.
-Uma água de Maio e três de Abril valem por mil.
-Uma coisa pensa o Baio, outra pensa o selador.
-Uma maçã por dia, dá uma vida sadia.
-Uma mão lava a outra e as duas lavam a cara.
-Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade.
-Uns comem os figos, a outros rebentam-lhe os lábios.

Ditados Populares - Letra T

-Tanta chuva pelas candeias, tantas abelhas pelas colmeias.
-Tanta vez vai o rato ao moinho, que um dia fica lá com o focinho.
-Tantas cabeças, quantas sentenças.
-Tantas vezes vai o cântaro à fonte que um dia lá fica a asa.
-Tanto lês, que treslês.
-Tanto vale cada um na praça, quanto vale o que tem na caixa.
-Tantos dias de geada terá Maio, quantos de nevoeiro teve Fevereiro.
-Tão ladrão é o que vai à horta, como o que fica à porta.
-Tão ladrão é o que vai à vinha, como o que fica à espreita.
-Tem o porco meão pelo S João (24/06).
-Tempo de Santa Luzia, cresce a noite, minga o dia.
-Tempo é dinheiro.
-Temporã é a castanha que por Março arrebenta.
-Todo o burro come palha, é preciso é saber dar-lha.
-Todos os caminhos vão dar à ponte, quando o rio vai de monte a monte.
-Todos os caminhos vão dar a Roma.
-Todos os pássaros comem trigo e quem paga é o pardal.
-Tostão a tostão faz um milhão.
-Tristezas não pagam dívidas.
-Tudo em Novembro guardado; em casa ou arrecadado.
-Tudo está bem, quando acaba em bem.

Ditados Populares - Letra S

-S. João (24/06) e S. Miguel (29/09) passados tanto manda o amo como o criado.
-S. Miguel (29/09) passado, todo o amo é mandado.
-S. Miguel (29/09) soalheiro, enche o celeiro.
-Saber esperar é uma grande virtude.
-Santos da Terra não fazem milagres.
-Sapato branco em Janeiro é sinal de pouco dinheiro.
-Sáveis por S. Marcos (25/04), enchem-se os barcos.
-Se a Senhora das Candeias (02/02) rir, está o Inverno para vir.
-Se chover antes de missa, toda a semana borriça.
-Sê em Agosto cuidadoso e aguilhoa o preguiçoso.
-Se em Outubro te sentires gelado, lembra-te do gado.
-Se o Inverno não erra caminho, têmo-lo pelo S. Martinho.
-Se o sapo canta em Janeiro, guarda a palha no sendeiro.
-Se o velho pudesse e o novo quisesse, nada havia que não se fizesse.
-Se queres ser bom alheiro, planta alhos em Janeiro.
-Se queres ser bom milheiro, faz o alqueire em Janeiro.
-Se queres um bom alhal, semeia-o antes do Natal.
-Se queres ver o teu corpo, abre o teu porco.
-Se queres ver o teu marido morto, dá-lhe couves em Agosto.
-Seda em Janeiro, ou fantasia ou falta de dinheiro.
-Segundo lá escolhestes, assim cá vos contentai.
-Semana Santa molhada, terra alterada.
-Semeia e cria, e viverás com alegria.
-Setembro, ou seca as fontes ou leva as pontes.
-Simão (Outubro) favas no chão.
-Sol de Junho, madruga muito.